Slider

PENSADO PARA DESEMPENHO E ESTABILIDADE

.

Mundialmente, mais de US$ 16 bilhões do “dinheiro inteligente” foram direcionados ao setor de moradias estudantis, uma das classes de ativos de mais rápido crescimento mundial com o progressivo aumento de inscrições em universidades.

.

US$ 9,8 bilhões foram investidos em 2016  , superando os US$ 5,6 bilhões de 2015.

Os fundos imobiliários (REITs) dos EUA e Reino Unido dedicados a moradia estudantil apresentaram desempenho aproximadamente 20% superior aos demais REITs em 2015 e 2016.

O setor se beneficia com altos níveis (64%) de investimento internacional, com investidores asiáticos representando 21% dos negócios em 2016.

VENDAS NACIONAIS EM 2016: COMPARATIVO ENTRE EUA E REINO UNIDO

.

As negociações de moradias estudantis em 2016 superaram US$ 6,6 bilhões, mais que os US$ 4,0 bilhões de 2015. Foram negociadas 56.174 unidades e 140.143 vagas de moradia, uma alta de 52% no total de unidades e 58% no total de vagas em relação a 2015.

Para atender a essa demanda, empreendedores dos EUA construíram 47.800 novas vagas de moradia em 2016, e outras 45.700 estão previstas para 2017.

•  A FIU deve crescer de 55 mil para 65 mil alunos nos próximos 5 anos e possui moradia disponível no campus para apenas 8% deles.

CLASSE DE GRAU INSTITUCIONAL

.

“O volume de negociações tem batido recordes há três anos”, comenta David Borsos, vice-presidente de mercados de capitais do National Multifamily Housing Council (NMHC), um grupo industrial. Em 2014, foram realizados US$ 3,5 bilhões em vendas de moradia estudantil, seguidos de US$ 6 bilhões em 2015 e US$ 10 bilhões em 2016.

 O Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) investiu mais de US$ 2,5 bilhões em residências para estudantes e, recentemente, fechou uma parceria com o fundo soberano de Cingapura (GIC) e o Scion Group de Chicago.

O GIC realizou uma parceria com a GSA de Dubai para investir em moradias estudantis na Alemanha e no Reino Unido.

Em 2016, três importantes vendas de portfólio foram realizadas nos EUA (mais de 20 propriedades), totalizando mais de 100 ativos individuais e US$ 3,5 bilhões, o que representa 55% de todo o volume de mercado relatado.

A Harrison Street Real Estate Capital investiu US$ 2 bilhões em ativos da Campus Crest Communities, um dos somente três REITs de moradia estudantil.

TENDÊNCIA NACIONAL DE INSCRIÇÕES

.

As 20,5 milhões de inscrições em faculdades dos EUA realizadas em 2016 devem crescer 1,36% por ano até 2019, um acréscimo de 1,65 milhão de estudantes, segundo a National Center for Education Statistics (NCES) dos EUA.

• Estima-se que 3 milhões de estudantes tenham sido inscritos em programas de pós-graduação em 2016, quantidade que superou os 2,9 milhões de 2013 e 2,2 milhões em 2010.

• Estimativas apontam uma demanda por moradia estudantil de 8 milhões de quartos fora dos campus.

• Os 10 principais proprietários provedores de moradias estudantis representam somente 2,5% do total estimado da demanda fora dos campus.

TENDÊNCIA NACIONAL DE INSCRIÇÕES

.

A demanda por acomodação é maior devido à busca por graduação estrangeira proveniente da América do Sul, China e Ásia Meridional em países da Europa e América do Norte.